Tradição e modernidade coreana

Tradição e modernidade coreana

Felipe Sil / Jornal de Teatro

Um espetáculo único. A impactante tradição secular da dança coreana encanta há séculos os amantes da arte. Agora, a mais importante companhia da Coréia do Sul, o Balé Nacional da Coreia, chega ao Brasil para apresentar, em três cidades (Rio, Brasília e São Paulo), a união entre o passado e o contemporâneo. O espetáculo é dividido em 10 partes e mostra o melhor do repertório tradicional do país. Chamado “Fantasia Coreana” (Janggochum), o show faz parte da celebração do 50º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre o Brasil e a república asiática.

Na apresentação, a Companhia Nacional de Dança da Coreia apresenta dez diferentes danças tradicionais do país. Não espere um espetáculo típico do estilo. A dança coreana, conhecida como Jung Joong Dong, é peculiar com sua busca incessante de combinar calma e suavidade com energia. A junção de tantos diferentes níveis de interpretação revela humor, honestidade e, principalmente, Han. Han pode ser definido como o “sentimento amargo” experimentado coletivamente pelos coreanos após décadas de história opressiva. A Companhia Nacional de Dança é a mais tradicional do país asiático. Já esteve sob a direção de alguns dos mais notáveis artistas coreanos como Song Beom, Cho Heung-Dong, Choi Hyun, Kook Soo-Ho, Bae Jung-Hye e Kim Hyun-Ja.

Fundado em 1950, o Teatro Nacional da Coreia emociona pela sua arte e também pela sua história. Ao lado de suas quatro companhias residentes. O grupo busca recriar a tradição através de uma interpretação moderna. O objetivo não tem um viés artístico, mas também político. Trata-se de um desafio de mostrar ao mundo uma Coreia já integrada à comunidade internacional. As apresentações acontecem nos dias 15 e 16 de outubro na Sala Villa Lobos, em Brasília; nos dias 20 e 21 de outubro no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro; e nos dias 23 e 24 de outubro no Teatro Santo Agostinho, em São Paulo.

 

Previous Musical "American Idiot" ganha trailer no youtube
Next Lloyd Webber anuncia sequência de 'O Fantasma da Ópera'

About author

You might also like

da Redação 0 Comments

Morro da Ópera

O terceiro espetáculo original da cia carioca Troupp Pas D’argent, com texto e direção de Marcela Rodrigues, utiliza, em vários âmbitos, o cinema como fonte de inspiração, a começar pelo texto em múltiplas narrativas.

da Redação 0 Comments

Festival internacional Novadança acontece no final do mês

Desde sua criação em 1996, festival já reuniu mais de 16.000 pessoas.

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!