Teatro por um vale coxinha

Teatro por um vale coxinha

Bruno Pacheco / JT

“Isso mais vale uma coxinha do que um salário”. A famosa expressão, símbolo do incômodo comum da população brasileira com as baixas remunerações típicas do mercado, serviu de base e inspiração para uma das peças mais inusitadas em cartaz no Rio de Janeiro, no Teatro Cândido Mendes. A comédia “Vale Coxinha” mostra, de maneira leve e descompromissada, o processo de realização de uma produção teatral até a tão deseja estreia. Os autores André Poubel e Cristina Campagnoli querem mostrar que os artistas, assim como os trabalhadores comuns do País, também sofrem para conseguirem seu lugar no mercado. Muitos deles acabam por aceitar uma remuneração que não está de acordo com o talento que possuem.

No enredo, Jean Louis (Carlos Seidl), um diretor com muitas ideias na cabeça e inspirado em uma pesquisa feita através de textos de tragédias, clássicos, farsa medieval, terror, teatro contemporâneo, besteirol, teatro musical, entre outros, resolve selecionar um elenco para montar seu espetáculo. Ele decide, então, convocar atores para um teste, onde apresentará sua proposta. O trio de artistas selecionados leva ao público uma divertida maneira de brincar com tipos, estilos de personagens e textos, dando uma roupagem descontraída e descompromissada com qualquer coerência do que se vive no processo de criação e nos ensaios de um espetáculo.

Com a peça, André Poubel e Cristina Campagnoli, ambos com carreira de ator e experiências em teatro e TV, buscaram levar ao público, com simplicidade, um pouco do que todo artista passa no processo de construção de carreira. Para isso, buscaram personagens com arquétipos claros e facilmente identificados pelo público, além de terem dado um tratamento de comédia ao enredo, mesmo quando não é exatamente isto que a cena se propões originalmente. O espetáculo fica em cartaz até 29 de agosto, sendo apresentado todas as sextas e sábados, às 23h. A duração da peça é de 75 minutos e o ingresso custa R$ 30. A classificação etária é para maiores de 14 anos.

 

Previous “O Som da Motown” na esteira de Michael Jackson
Next "Ocupação Zé Celso" estreia no Itaú Cultural

About author

You might also like

Bastidores 0 Comments

Centro Técnico do TCA realiza cursos de cenotécnica e costura cênica em Salvador

O Centro Técnico do Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador (BA), referência em engenharia de espetáculo teatral, promove curso técnico de Cenotecnia, ministrado por Adriano Passos e Israel “Gão” Luz,

Bastidores 0 Comments

A Noite do Barqueiro

O espetáculo “A Noite do Barqueiro” faz única apresentação no dia 19 de julho, domingo, no Teatro Cacilda Becker, de São Bernardo do Campo (SP). A montagem é um solo

Bastidores 0 Comments

Confirmado: “Simplesmente Eu. Clarice Lispector” em Brasília

A edição brasiliense do Palco Aberto terá a apresentação do espetáculo “Simplesmente Eu. Clarice Lispector” e uma palestra da atriz Beth Goulart no dia 31 de julho, às 14h, no

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!