Musical O Primo Basílio estreia no Teatro Brigadeiro

Musical O Primo Basílio estreia no Teatro Brigadeiro

Estreia, dia 5 de junho, no Teatro Brigadeiro (Av. Brigadeiro Luís Antonio, nº 884, Bela Vista, São Paulo), O Primo Basílio – o Musical. De Eça de Queiróz, dirigido por Dan Rosseto e adaptado por Francisca Braga, o espetáculo tem direção musical de Dyonisio Moreno e produção de Lígia Paula Machado. A temporada irá até 6 de setembro.

O Primo Basílio é uma das maiores obras literárias de língua portuguesa, agora ineditamente adaptado para musical pela escritora carioca Francisca Braga. Escrito em 1878, pelo português Eça de Queiróz, o livro aborda romance, disputa e traição. Nessa versão de Braga, a história se passa no Rio de Janeiro, entre 1959 e 1961.
O musical tem em seu elenco 11 atores, seis músicos, cantores e bailarinos que, inspirados no movimento musical Bossa Nova, desfiam canções de gêneros como MPB, valsa, samba de breque e tango. Os instrumentos utilizados pelos músicos vão do piano de cauda, violões, violino e flauta transversal passando pelo sax percussão. O figurino, de época, é assinado por Taeko Tamai com consultoria de moda de Karen Albuquerque, a iluminação tem Cizo de Souza na criação e as coreografias são de Ivan Silva.
Com apenas 22 anos, Lígia Paula Machado empenha suas habilidades de atriz, bailarina e coreógrafa para protagonizar Luísa, a maior pecadora da  galeria de mulheres de Eça.

.

Previous Montagem em São Paulo mostra vida de Noel Rosa
Next Jogo de cena de maio está de volta no teatro da Caixa

About author

You might also like

da Redação 0 Comments
da Redação 0 Comments

MinC lança editais para artistas e produtores negros no Parque Ibirapuera

O Ministério da Cultura lançou no dia 20 de novembro – Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra -, editais voltados aos criadores e produtores negros, em cerimônia no

da Redação 0 Comments

Espetáculo Compadre de Ogum celebra aniversário de Salvador no Teatro Vila Velha

Montagem foi um dos destaques do teatro baiano em 2014, rendendo a Edvard Passos o Prêmio Braskem de Teatro de melhor direção, além de outras cinco indicações

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!