Nova dramaturgia recebe Prêmio Carlos Carvalho

Nova dramaturgia recebe Prêmio Carlos Carvalho

A Cidade do Circo dos Dias Iguais é uma fábula sobre a busca pela perfeição. Conta a história de João, um nordestino que decide tentar a vida no Sudeste, mas ao retornar, desiludido, à terra natal, se perde e encontra um velho profeta, que o apresenta a uma cidade mágica, na qual os dias se repetem. A peça é de autoria de Tarcízio Dalpra Jr., 29 anos, jornalista e publicitário em Juiz de Fora (MG) e diretor, ator e dramaturgo da Cia Teatral Putz!. Ele foi um dos agraciados pelo Prêmio Carlos Carvalho – Concurso Nacional de Dramaturgia, entregue dia 24 de julho, no Teatro Renascença, em Porto Alegre. O paulista Marcos Vigani, 28 anos, tirou o segundo lugar por Almas de Vidro, espetáculo dividido em pequenos monólogos e que conta a história de sobreviventes da Segunda Guerra Mundial. O carioca de Rio Bonito, Odir Ramos da Costa, de 73 anos, e autor de muitas peças premiadas, conquistou o terceiro lugar com o texto Palavras no Chumbo Derretido, no qual aborda a escolha entre o uso da ética ou da antiética a partir de um operário aposentado, linotipista por ofício, e uma bela jovem em ascensão no mundo empresarial. Os autores receberam prêmios em dinheiro, nos valores de R$ 8 mil, R$ 5 mil e R$ 3 mil.

Previous Plataforma Estado da Dança garante visibilidade para companhias
Next A revanche da risada

About author

You might also like

Bastidores 0 Comments

Espetáculo infantil marca aniversário de companhia carioca

O grupo Omamë Teatro comemora 15 anos de existência e de intensa pesquisa no processo e experimentação teatral.

Bastidores 0 Comments

Exposição em São Paulo reúne figurinos de Lacroix para óperas e balés

Os figurinos que o estilista francês Christian Lacroix desenhou para óperas, balés e espetáculos teatrais estão expostos em São Paulo na mostra “Christian Lacroix – Trajes de Cena”, que integra

Bastidores 0 Comments

A Noite do Barqueiro

O espetáculo “A Noite do Barqueiro” faz única apresentação no dia 19 de julho, domingo, no Teatro Cacilda Becker, de São Bernardo do Campo (SP). A montagem é um solo

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!