LOVE STORY, o Musical

Um musical que não vem da Broadway - Um espetáculo peculiar na história do teatro no Brasil entra em cena no RJ, com direção de Tadeu Aguiar

A primeira montagem da América Latina de LOVE STORY, o musical, dos ingleses Stephen Clark e Howard Goodall no Imperator, Rio de Janeiro, com 11 atores e sete músicos, versão de Artur Xexéo, direção musical de Liliane Secco e direção de Tadeu Aguiar. A temporada vai até 31 de julho de 2016.

Ao encerrar as incrições para os testes, o diretor avaliou que 70% dos melhores currículos eram de atores afrodescendentes. Aguiar, então, decidiu que todos os personagens seriam interpretados por atores negros: os protagonistas Kacau Gomes e Fabio Ventura, participações especiais de Sergio Menezes, Ronnie Marruda e Flavia Santana, e mais Ester Freitas, Rafaela Fernandes, Suzana Santana, Raí Valadão, Emílio Farias e Caio Giovani.

Sinopse
Oliver Barrett IV estuda Direito em Harvard e Jennifer Cavilleri é estudante de música em Radcliffe, uma universidade menos cotada do que a dele. Ele é riquíssimo e ela é pobre. Ele pratica esportes e ela toca piano. Mas se apaixonam perdidamente. A família dele condena a união. Mesmo deserdado, Ollie se casa com Jenny, vivem felizes até que uma descoberta muda radicalmente seus destinos.

O romance Love Story do americano Erich Segal gerou, em 1970, o bem sucedido filme de mesmo tíulo, com Ali MacGraw e Ryan O’Neal. Em 2010, Love Story, considerada pelo American Film Institute uma das mais emblemáticas histórias de amor de todos os tempos, ganhou uma versão musical na Inglaterra, escrita por Stephen Clark [texto e letras], com música e letras de Howard Goodall.

LOVE STORY, o musical teve sua primeira temporada no Chichester Festival Theatre, em Sussex, Inglaterra, recebeu críticas tão entusiamadas que, ainda em 2010, estreou no West End de Londres [Duchess Theatre], quando recebeu três indicações para o Prêmio Laurence Olivier. O espetáculo ganhou turnês na Holanda e na Rússia [2013-2014], com produções locais. Nos Estados Unidos, teve uma montagem na Filadélfia [2012]. Por enquanto.

O filme, lançado nos EUA em 1970, estrelado por Ali MacGraw e Ryan O’Neal, teve faturamento mundial de U$ 136,4 milhões [atualizado em janeiro de 2012], sobre um orçamento de U$ 2,2 milhões. Desde o final dos anos 1970, todos os calouros de Harvard assistem ao filme, que foi feito no campus daquela universidade. O roteiro da versão cinematográfica nasceu antes do livro. Erich Segal apresentou-o à Paramount, que sugeriu que ele escrevesse antes um livro para ser lançado no Dia dos Namorados [14 de fevereiro no hemisfério norte]. E assim foi. O romance se tornou um best seller imediato e o filme foi lançado no mesmo ano.

Elenco
Protagonistas: Kacau Gomes e Fabio Ventura, com participações especiais de Sergio Menezes, Ronnie Marruda e Flavia Santana, e mais Ester Freitas, Rafaela Fernandes, Suzana Santana, Raí Valadão, Emílio Farias e Caio Giovani, acompanhados por uma por uma orquestra composta por piano, violinos, violoncelo, viola, violão e contrabaixo.

Músicos
André Amaral [piano]
Anderson Pequeno [violino]
Fabio Peixoto [violino]
André Dantas [violão
Matheus Pereira [violoncelo]
Leandro Vasques [contrabaixo]
Stoyan Gomide [viola]

Equipe
Liderada pelo diretor Tadeu Aguiar, a equipe criativa tem Liliane Secco na direção musical; Edward Monteiro no cenário; Ney Madeira e Dani Vidal nos figurinos; coreografia de Alan Resende; Aurélio di Simoni no desenho de luz; Gabriel D’Ângelo no desenho de som; Flavia Rinaldi como diretora assistente; Norma Thiré na coordenação de produção e Eduardo Bakr na produção geral.

LOVE STORY, o musical é apresentado pelo Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet, e da Prefeitura do Rio de Janeiro, através Lei Municipal de Incentivo à Cultura – ISS, com patrocínio da Caixa Seguradora e apoio da Simex e da Multiterminais, e produção da Estamos Aqui Produções Artísticas.

LOVE STORY, o musical
100 minutos
Classificação 10 anos

Imperator Centro Cultural João Nogueira
Rua Dias da Cruz 170 Méier – RJ
21 2597 3897

Capacidade 642 pessoas
Preço R$ 60
Sexta e sábado 21h; domingo 19h

www.imperator.art.br
www.ingressorapido.com.br

Previous Grupo Galpão apresenta "NÓS"
Next Primeira peça do coletivo de heterônimos, LIMBO

About author

You might also like

da Redação 0 Comments

Espetáculo Compadre de Ogum celebra aniversário de Salvador no Teatro Vila Velha

Montagem foi um dos destaques do teatro baiano em 2014, rendendo a Edvard Passos o Prêmio Braskem de Teatro de melhor direção, além de outras cinco indicações

da Redação 0 Comments

“O que Restou do Sagrado”, de Mário Bortolotto

Cumprindo temporada até o dia 12 de maio, a peça fica em cartaz às terças e quintas, às 20h30, com distribuição de senhas a partir das 20h. Escrito por Mário

da Redação 0 Comments

Teatro público e sem limites

 Eventos e editais demonstram que o teatro de rua está cada vez mais forte no Brasil.

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!