Festival de Curitiba alcança maioridade

A estreia do Festival de Teatro de Curitiba aconteceu em 1992 e desde então coleciona números grandiosos. Foram cerca de 1,3 milhões de pessoas nas mais diferentes platéias, 1890 espetáculos que ocuparam ruas, praças, banheiros, bares e, enfim, teatros.

 

O número de 2009 é 18, a idade que marca a maioridade do evento que mesmo entre contradições ainda é um dos mais respeitados pela crítica e pelas companhias de todo o Brasil. Para comemorar, a produção apresenta uma lista de mais de 300 espetáculos à disposição do público – fora as cada vez mais variadas atividades de cultura, talvez um reflexo da mudança de nome que aconteceu em 2008, de Festival de Teatro de Curitiba para Festival de Curitiba.

O Risorama, espaço para humor à stand-up comedy, já um dos eventos paralelos mais aguardados do ano na cidade, firmou-se oficialmente junto a programação oficial. O Mish Mash ainda é novidade e reúne artes circenses como a dança, mágica e malabarismo. A novidade de 2009 é o Gastronomix, um projeto que promete unir gastronomia à música. Chefs convidados preparam seus pratos embalados por música especialmente escolhida para a ocasião. Enquanto preparam os pratos explicam por que tal música combina com tal prato.

“O Festival cresce em todos os aspectos. Eventos, espetáculos da Mostra, espetáculos do Fringe, além da quantidade de gente que podemos receber. Entendemos que ele se firma como uma grande vitrine das Artes Cênicas do Brasil. É uma festa na cidade! As pessoas saem de casa e vão para os bares, ruas, cinemas, restaurantes e se sentem diferentes. Muda a intensidade do local, melhora a estima e tem impacto direto na economia, no turismo etc.”,disse Leandro Knopfholz, diretor artístico do Festival de Curitiba e um dos idealizadores do evento.

Os espetáculos mais comentados continuam na chamada Mostra Contemporânea, que na 18ª. edição traz 25 espetáculos, sendo um deles o chileno “Sin Sangre”. A curadoria para esta mostra é de Tânia Brandão, Celso Curi e Lúcia Camargo.

A grande quantidade de espetáculos ainda se reúne no Fringe, espaço para as peças se lançarem nacionalmente e buscarem a atenção de curadores de outras mostras e festivais.

História
A criação do Festival de Curitiba é uma história contada anualmente com muito orgulho por seus idealizadores. Em uma mesa de bar, um grupo de jovens amigos tinha acabado de ver uma peça no Teatro Guaíra, o maior da cidade na época, quando lamentaram o pequeno número de peças de teatro em cartaz na cidade. Surgiu então a idéia de , ao invés de apenas lamentar, organizar um festival na cidade.
Em dezembro de 1991 acontecia a festa de lançamento do Festival, que iria estrear no dia 19 de março do ano seguinte. Logo na primeira edição, o Festival levou ao Paraná grandes nomes do teatro brasileiro, como Antunes Filho, José Celso Martinez Correia e Gabriel Vilella.

Previous Perucas: saiba onde elas sempre são moda
Next Liberdade, liberdade: um marco na dramaturgia brasileira

About author

You might also like

Festivais 0 Comments

FIT Bahia 2013: Festival Nacional Ipitanga de teatro abre incrições

O FIT Bahia se estabelece como uma das mais importantes mostras de teatro competitivos do Brasil atraindo grupos de vários estados

Festivais 0 Comments

Despedida do Festival de Curitiba

Público estimado em 220 mil pessoas com 1200 apresentações em 76 espaços culturais

Festivais 0 Comments

Teatro de animação estimula cultura catarinense

Terceira edição do Fita Floripa bate recorde de público e 20 mil pessoas vibram com as apresentações de 19 companhias de teatro e animação

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!