Fala Comigo Como a Chuva e me Deixa Ouvir

Fala Comigo Como a Chuva e me Deixa Ouvir

Fala comigo como a chuva e me deixa ouvir é o segundo espetáculo do projeto 18 ANOS DEZEQUILIBRADOS e o 40º que Ivan Sugahara dirige.  Contemplado pela linha de fomento da Secretaria Municipal de Cultura, a peça de Tennessee Williams será encenada de modo itinerante, com os atores da companhia Ângela Câmara e Saulo Rodrigues percorrendo vários ambientes da Casa da Glória. A montagem estreia no dia 07 de junho, ficando em cartaz até 17 de agosto, sempre aos sábados e domingos em duas sessões, às 14h e às 16h. O primeiro espetáculo a estrear foi Amores, de Domingos Oliveira. Também sob a direção de Sugahara e patrocínio do FATE, a peça está em cartaz na SEDE DAS CIAS desde 15 de março e devido ao sucesso teve sua temporada prorrogada até 02 de junho.

“O amor. Como é bom e como é difícil. Acreditando que a arte nos ajuda a viver melhor, voltamos mais uma vez ao tema. Os Dezequilibrados já se debruçaram sobre o amor em espetáculos como “Quero ser Romeu e Julieta” e “Memória Afetiva de um Amor Esquecido”, além de outros. Contudo, a sensação de que ainda havia muito a descobrir nos incitou a duas novas aventuras. A primeira foi a montagem de “Amores”, de Domingos Oliveira, certamente o dramaturgo brasileiro que melhor discorreu sobre o tema. Contudo, o próprio me confidenciou: “passei a minha vida inteira falando de amor e ainda não sei nada sobre isso”. Assim, munidos da certeza do fracasso de nossa missão, o que não a torna menos bela, chegamos à segunda aventura, a encenação de “Fala comigo como a chuva e me deixa ouvir”, de Tennessee Williams. Se “Amores” acerca-se da possibilidade do amor, aqui pensamos sobre a sua impossibilidade. Sobre a dificuldade de nos relacionarmos”, explica Ivan Sugahara.

Para comemorar seus 18 anos, o grupo planejou a montagem de três novos trabalhos, celebrando a sua história e também o seu momento atual. O último a estrear será Jardins Portáteis, espetáculo performático de Cristina Flores realizado em parceria com a Pangeia cia.deteatro, que ficará em cartaz em julho e agosto, na SEDE DAS CIAS. Em 2013, a companhia recebeu o patrocínio da Petrobras por meio do programa de patrocínio a grupos teatrais. O projeto se estende até 2016 e prevê uma série de atividades, dentre as quais a manutenção da SEDE DAS CIAS, localizada na Escadaria Selarón, na Lapa, no Centro do Rio. Reaberta em agosto de 2013, sob a gestão d’ Os Dezequilibrados e da Nevaxca Produções, a casa vem se firmando como um espaço voltado para o repertório de grupos de teatro, tendo outras duas companhias residentes além dos Dezequilibrados, a Cia. dos Atores e a Pangeia cia.deteatro.

FALA COMIGO COMO A CHUVA E ME DEIXA OUVIR

A peça apresenta um casal cuja relação está em crise. Em um quarto, um homem e uma mulher trocam palavras, mas não se comunicam. Há um desejo de falar, mas não necessariamente um com o outro. Desgastados, não conseguem se relacionar, nem se separar. A trama concentra em apenas um ato o desespero existencial que marca a obra de Williams. Em seu íntimo, os personagens sabem que o amor não pode salvá-los da solidão. Assim, por meio deste casal em crise, o dramaturgo faz um retrato emocionado e pungente da própria condição humana. Um jogo ao mesmo tempo realista e simbolista, marcado pela constante chuva que cai fora da casa, traduzindo a melancolia dos personagens. O grupo procurou dar à peça uma linguagem poética, recorrendo ao uso intenso de música, sonoplastia e vozes em off, além de elementos naturais como a água e a luz do sol, daí o horário vespertino. 

O espetáculo dá continuidade a investigações cênicas que o grupo vem desenvolvendo como a atuação em espaços não convencionais, a busca de novas formas de relação com o espectador e o diálogo com a linguagem cinematográfica. A encenação é realizada na Casa da Glória, de forma itinerante. Ao explorar os dois andares da casa, suas diversas salas, pátio e piscina, a peça pretende buscar a correspondência cênica de procedimentos cinematográficos como a edição e o movimento de câmera. Com a circulação pelo espaço, não apenas horizontal, mas também vertical, o público pode experimentar diferenciados pontos de vista das cenas: de cima, de baixo, de lado. De modo análogo, o deslocamento do olhar do espectador ao andar é assemelhado a um ‘travelling’ cinematográfico. O uso itinerante do espaço permite, portanto, importar esses procedimentos da tela para a cena, possibilitando novos modos de recepção teatral. 

Com um grande enfoque na relação ator-espectador, estabelecer um canal comunicativo aberto e intenso com a plateia é uma das preposições fundamentais da companhia. O desejo artístico é que a cada dia não haja apenas apresentações, mas também, e principalmente, compartilhamentos. Espetáculos anteriores do grupo, como “Um quarto de Crime e Castigo”, “Bonitinha, mas Ordinária”, “Vida, o Filme” e “Memória Afetiva de um Amor Esquecido” foram realizados respectivamente em um apartamento, uma boate, um cinema e um edifício. Nesses trabalhos, Os dezequilibrados vêm investigando uma recoloca­ção espacial da cena para experimentar novas possibilidades de relação com o público. Fala comigo como a chuva e me deixa ouvir dá prosseguimento a essa pesquisa, utilizando uma casa, reduto da intimidade.

 

Temporada: de 08 de junho a 17 de agosto de 2014

Local: Casa da Glória (Ladeira da Glória, 98 – Glória)

Informações: 3259-3554

Horário: Sábados e Domingos, às 14h e às 16h (duas sessões por dia)

Gênero: Drama

Duração: 60 minutos

Ingresso: R$30,00

Bilheteria: aberta 1h antes de cada sessão

Capacidade: 30 lugares

Classificação: 14 anos

Obs: Não haverá apresentação nos dias de jogos do Brasil. Em caso de chuva serão distribuídos guarda-chuvas e capas de chuva.

 

Previous O canto do cisne
Next ‘A vida sexual da mulher feia'

About author

You might also like

Reportagens 0 Comments

“O instante não é de conter, como não é de desperdiçar”

Influências, propostas e ideias de Gero Camilo

 

Reportagens 0 Comments

Teatro a um clique

Está cada vez mais difícil precisar o quanto é essencial o uso da internet no dia a dia das pessoas.

Reportagens 0 Comments

Um presente do à moda Cia. Teatro Independente

Mostra de teatro apresenta três espetáculos para presentear os amantes da dança em comemoração a aniversário

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!