CCBB reúne grupos de espetáculos internacionais

O trabalho do Teatr Licedei, o mais importante grupo de clowns da Rússia, criado por Slava Polunin, um dos maiores nomes do Cirque du Soleil. Um espetáculo do grupo considerado responsável por renovar o teatro de sombras na Europa, o Gioco Vita, da Itália. A adaptação teatral de um roteiro de Jean-Claude Carrière, grande nome do cinema mundial, pela Studio Théâtre de Stains, um dos mais estáveis grupos da França.

E uma verdadeira aula de teatro com a Cia Timbre 4, da Argentina, no primeiro espetáculo dirigido pelo prestigiado encenador Claudio Tolcachir. Estas são as atrações da edição 2009 da MIT – Mostra Internacional de Teatro, realizada pelo Centro Cultural Banco do Brasil Brasília. São comédias, tragicomédias, teatro de sombras, teatro de marionetes e clown que mergulham fundo na investigação da alma humana. A MIT acontece de 5 a 28 de junho, no Teatro do Centro Cultural Banco do Brasil Brasília. A estréia apresenta A Omissão da Família Coleman, da Argentina, no dia 5, a partir das 21h00.

A MIT – Mostra Internacional de Teatro é uma parceria do CCBB com o FILO – Festival Internacional de Londrina, que já está em sua quinta versão, com curadoria de Luiz Bertipaglia. Ao longo destes cinco anos, a cidade teve o prazer de assistir encenações assinadas pelos grandes diretores de teatro de todos os tempos, como Fragments, do mestre Peter Brook, e Sonhos de Andersen, de Eugenio Barba, em 2008, além de obras-primas como Gemelos, da Cia La Troppa, do Chile, em 2005 – sem falar na impactante encenação de Mãe Coragem e seus filhos no Purgatório, uma livre adaptação de A Divina Comédia, de Dante, e de Mãe Coragem e seus filhos, de Brecht, feita pela Karlik Danza Teatro, da Espanha, e Teatro Del Silêncio, do Chile, em 2007 e vários outros espetáculos.

Para a edição de 2009, a MIT contará com espetáculos de linguagens bastante diversas, mas que apresentam um ponto em comum: todos eles investigam questões relacionadas à convivência do ser humano consigo mesmo e com os outros. O espetáculo de abertura, A Omissão da Família Coleman, da companhia Timbre 4, da Argentina, é uma tragicomédia sobre a incapacidade de convivência e pode ser visto de sexta, dia 5, a domingo, dia 7. Na semana seguinte, apenas no sábado e no domingo, dias 13 e 14, é a vez de Pepe Stela, um belo e profundo trabalho do Teatro Gioco Vita, da Itália, que conta, na linguagem do teatro de sombras, a história de amizade entre um menino e um potro.

Na terceira semana, riso solto com o trabalho clownesco do Teatr Licedei, da Rússia, no espetáculo Semianiky (A Família), que fala sobre uma família quase impossível. Em cartaz nos dias 19, 20 e 21. E encerrando a mostra, a sutileza do texto de Jean-Claude Carrière numa adaptação para o teatro. É O Jovem Príncipe e a Verdade, do Studio Théâtre de Stains, na França, que combina máscaras e marionetes e poderá ser visto de 26 a 28 de junho. Os ingressos custam R$ 15,00 (a inteira) e R$ 7,50 (meia).

Programação

Dias 5, 6 e 7
A Omissão da Família Coleman – Cia Timbre 4 (Argentina)

Dias 13 e 14
Pepe Stela – Teatro Gioco Vita (Itália)

Dias 19, 20 e 21
Semianiky (A Família) – Teatr Licedei (Rússia)

Dias 26, 27 e 28
O Jovem Príncipe e a Verdade – Studio Théâtre de Stains (França)

Previous Mês de junho repleto de atrações no Rio de Janeiro
Next Lelo Filho: “O maior desafio de se fazer teatro na Bahia é se manter em cena”

About author

You might also like

da Redação 0 Comments

Temporada de teatro chileno em São Paulo

Simulacro, com Cia La Resentida fecha projeto América em Recortes no Sesc Avenida Paulista

da Redação 1Comments

Buraco d’Oráculo realiza em maio a X Mostra de Teatro de São Miguel Paulista

Entre os dias 13 e 22 de maio acontece na Zona Leste de São Paulo a X Mostra de Teatro de São Miguel Paulista com apresentações na Praça do Casarão

da Redação 0 Comments

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!