Apresentação

Indústria do Entretenimento

A indústria do entretenimento é a segunda indústria que mais gera dinheiro no mundo.

No Brasil, ela atinge cerca de 51 milhões de pessoas. O teatro representa menos de 10% da área de interesse dessas pessoas.

Ou seja, aproximadamente 5 milhões de pessoas se interessam pelas peças. Um número ainda muito baixo.

Cenário atual

No atual cenário da imprensa cultural, poucas publicações se dedicam ao teatro. E, quem dá importância para o setor, apenas leva a informação para o público final.

Como exemplo temos a “Folha Ilustrada, Veja, Revista Magazine e o Caderno 2”, do Estadão, que reproduzem resumos, horários e valores

Os profissionais do teatro carecem de uma publicação especializada. Nesse contexto ressurge o Jornal de Teatro para dar base a essas pessoas.

A importância de um jornal especializado

Essa lacuna que existe na imprensa sobre o business teatral ajuda a dificultar a situação do teatro no Brasil. Para termos uma noção melhor do contexto, em uma pesquisa realizada no estado de São Paulo, apenas 28% das pessoas que consomem atividades culturais vão ao teatro. Isso, no universo de habitantes do estado, representa pouco mais de 3 milhões de pessoas.

Há então a necessidade de uma publicação especializada que trabalhe para esse segmento, ajudando-o a crescer. Ainda em São Paulo, 40% dos habitantes buscam a internet para se informarem sobre os programas culturais. Para entrar nesse universo, o Jornal de Teatro chega tanto no formato impresso, quanto online.

Um cenário que exige profissionalismo

O trabalho do Jornal de Teatro, tratando o business e destacando os diversos setores dos bastidores (e não apenas os atores), terá uma grande importância na cadeira produtiva teatral.

O setor ganhou grande interesse de diversas áreas profissionais e, hoje em dia, há muita gente se capacitando para trabalhar com isso.
Para se ter uma base, só em São Paulo o Senac e a SP Escola de Atores, duas das grandes instituições de ensino, têm juntas 14 cursos diferentes voltados para o teatro, incluindo de contrarregra, iluminação

Ainda há muitos outros setores impactados como, por exemplo, marketing, técnico, figurino, administrativo e tantos outros.

Formação da Plateia

No momento que se discute a atividade teatral no Brasil, de maneira a abordar o business, gera-se também maior interesse pela atividade, que tende a crescer.

A publicação servirá para alimentar esse público com informações do extra-palco, curiosidades, entrevistas, promoções e lançamentos de peças e eventos teatrais, deixando-o mais próximo deste universo.

Pioneirismo histórico

O Jornal de Teatro foi idealizado pelo jornalista Cláudio Magnavita que, há 40 anos, atua no segmento de publicações especializadas.
Como homem da imprensa, autor e produtor de grandes musicais de sucesso, Magnavita percebeu que para o segmento cultural ligado ao teatro, existia uma lacuna a ser preenchida. Não havia até então uma publicação que tratasse do “business teatro” e suas características como negócio e profissão.

Devido ao sucesso da primeira fase da publicação, o Jornal de teatro conquistou seu espaço na mídia, trazendo um novo olhar para segmentos ligados a dramaturgia que serão ampliados nesta nova

Dramaturgia Ampliada

Além da dramaturgia no teatro, o Jornal de Teatro pretende abordar também o mercado da teledramaturgia, com novelas e seriados em produção.

Trata-se de uma ação de extrema importância para o mercado de trabalho, visto que grande parte dos atores e demais profissionais do teatro, também participam de produções audiovisuais na TV.

Além disso, irá propiciar uma grande cobertura jornalística para a publicação e de interesse ao público.

Novos Talentos

A publicação também terá livre acesso aos estudantes, e aqueles que queiram se dedicar profissionalmente a atividade.

Os cursos de atores, iluminadores, designers e tantos outros relacionados ao teatro terão ampla divulgação e apoio do Jornal de Teatro. Será o espaço que possibilitará estreitar os laços entre os profissionais e os estudantes.

Multiplicidade de Festivais

Com o crescimento dos Festivais de Teatros espalhados pelo Brasil afora, o jornal, que será publicado uma vez por mês, vai trazer a cobertura desses eventos.

Por exemplo, já estão programados para 2016, pelo menos, 15 festivais em todos os cantos do Brasil. Correspondentes especiais estarão acompanhando as apresentações in loco, multiplicando o poder de cobertura do jornal.